Manobra de Pringle extracorpórea em Laparoscopia

Posted on Postado em Produção Científica

Racional: Ressecções hepáticas laparoscópicas são realizadas em todo mundo. A
hemorragia é complicação grave e o controle do sangramento durante a hepatotomia é
preocupação importante. A manobra de Pringle continua sendo a técnica padrão de oclusão
do influxo sanguíneo. Objetivo: Descrever uma maneira eficiente, rápida, barata e reproduzível
de executar a manobra de Pringle extracorpórea, em operação laparoscópica, utilizando um
dreno de tórax. Métodos: De janeiro/2014 a março/2020, realizamos 398 hepatectomias, 63
por laparoscopia. Nós sistematicamente laçamos o ligamento hepatoduodenal e preparamos
um torniquete para a manobra de Pringle. Na laparoscopia, usamos um dreno de tórax 24
Fr, inserido na cavidade abdominal através de uma pequena incisão. Passamos a fita de
algodão através do tubo, puxando-a pela extremidade externa, fora do abdome. Para apertar
o torniquete, basta pressionar o tubo enquanto seguramos a fita, prendendo ambos com uma
pinça. Resultados: O dreno de tórax 24 Fr é firme e funciona perfeitamente para ocluir influxo
de sangue, à medida que apertamos o torniquete. Tem diâmetro interno de 5,5 mm, suficiente
para passar uma pinça laparoscópica e puxar a fita de algodão, e um diâmetro externo de 8
mm, permitindo a inserção no abdome através de uma pequena incisão. O custo do tubo e fita
é inferior a US$ 1, valor insignificante. Não foram identificadas complicações relacionadas ao
método em nossos pacientes. Conclusões: A manobra extracorpórea de Pringle apresentada
aqui é método seguro, barato e reproduzível, que pode ser utilizado para o controle do
sangramento em hepatectomias laparoscópicas.

Clique aqui para ter acesso ao artigo completo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *